Apresentação

|FINALIDADES|

  • Formação inicial e contínua de especialistas em Enfermagem de Saúde Materna, Obstétrica e Ginecológica.
  • Investigação e produção tecnológica na área da sexualidade, gravidez e violência.
  • Intervenção local, de acordo com as prioridades definidas por cada país-membro.
  • Mediação no diálogo sobre a saúde feminina no campo das políticas públicas.
  • Promoção de exercício do direito da mulher à autodeterminação no seu projeto de vida e de saúde, tendo o homem por parceiro nesse propósito.
  • Expansão de cuidados de enfermagem de qualidade.

|INTEGRANTES|

|COORDENAÇÃO TRANSCONTINENTAL|